"Apenas um beijo, um abraço. Apenas um torpedo, uma ligação. Apenas um “Como foi o seu dia?”, ou quem sabe um “senti sua falta”. Pequenas coisas. Simples coisas. Que vindas de você, faria toda a diferença."
- Querido John.  (via autorias)

(Fonte: querido--john, via autorias)

"Ela é exatamente como os seus livros: transmite uma sensação estranha, de uma sabedoria e uma amargura impressionante. É lenta e quase não fala. Tem olhos hipnóticos, quase diabólicos. E a gente sente que ela não espera mais nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la. Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha, perigosa."
- Caio Fernando Abreu sobre Clarice Lispector. (via autorias)

(Fonte: perfeitasimetria, via autorias)

"Hoje acordei e lembrei dos primeiros dias, os dias que estávamos nos conhecendo, a cada conversa, a cada ligação feita uma nova história para contar, só não posso te dizer que lembro de cada uma delas pois as vezes ficava prestando atenção no som da sua voz. Saber da sua vida sempre me pareceu muito interessante, me aprofundar na sua história e saber que você queria dividir cada uma delas comigo me deixava mais a vontade para conversa com você, as risadas dadas a cada besteira dita me fazia sentir sua intima, passar horas e horas a fio ouvindo sua voz parecia música para meus ouvidos, ver você rindo das minhas besteiras fazia eu parecer engraçada, ver que você gostava de conversa comigo era tão mágico, perceber que naquele momento os nossos sentimentos pareciam os mesmos, saber que você sentia vontade de fazer parte da minha vida foi a história mais linda que já tinha visto."
- Fernanda Medeiros. (via autorias)

(Fonte: centrar, via autorias)